Literatura

    Poemas:

São Tomé e Príncipe

Noites longínquas ditam arrependimento nos corações dos Cabo-verdianos
Ver o mar e o mar …sentir sem ver o cheiro caloroso do destino
Deixar a pátria, os filhos, as famílias;  anda lá Maria o porão está cheio
o negreiro está a espera, entra e vá pelo destino do ser cabo-verdiano

Fecha os olhos e vá… e vá…esquece o sol, o mar e as estrelas
A distância é o segredo do sonho de ganhar o pão de cada dia Maria
No alto mar vê-se o nada e imagina a vida, vá, vá …

Colher frutos de árvores que o diabo plantou no meio do oceano
Chorar e  lágrimas que acaba servindo par matar sede à distância
Comer no mesmo prato que a saudade deixou na prateleira do negreiro

Ir tão longe, longe demais…
Existir é ver e pensar e escutar a natureza na sua magnitude
Oh Deus dê-me a luz e voltar à pátria que me viu nascere por lá morrer
Oh Deus nho ki dâ boca no que ki ta dâ cume

Autor: Adérito Barros

————————————————————————————————-

Goodbye !

You´re not alone… The childreans in your heart, animals in your roons,

God in your way, neverland is your world, so you said it´s all right in the street, or in the home you are the one,peace and love your heart cring the inocence, people say is your fault
you´re not alone, 33th, 50th the secrete is in spirit and your voice oh loard, the monkes, elephants,the lions, camels, tree, the nature´s in side of you 50th…50th oh God…i´m feel the same pain you had ever felt the day your heart say i wanna R.I.P. the moon an sun brite intensive all around the world,
Change the world, united the color, make black and white the same and you said it doesn´tt matter be Black or white break the barrieres, climbed the mountein, make bilions of us happy change the color, feel the same power an be the father help other and now 50th
you are not alone …
Aleluia, glory and paradise are just waiting for youthousands peolple will ever feel your faut, you´re the leggend the only one after J. Crist, you make impossible real

God take you like an angel and give the special resting in the paradise you´re not alone…

Memories – Michael J.

Autor: AB

————————————————————————————————–

Ildo Lobo ( *poema em caboverdiano – língua nativa de Cabo Verde)


Un dia di klareza Deuz trazebu Terra,

Na treva di un noti di esperansa, bo era noz grassa,

La riba di tudu, strela comessa ta raia sê luz… sol qui dja ka sta brilha, lua qui dja skondi lassim

Bu voz prufundu, doci y massio ta spadja intenso melodia i mundu interu ta skutabu,

Vida interu paraduera dor qui ta kema y qui ka ta dixa nem sinal
Pundi bu bai qui dia bu ta volta, bem! mas bem hoji…

Tempu ki lebabu bem longi, longi di morabeza, longi…parassinhoz, insetuz, bitxuz, plantaz, undi tudu ê perfeitu

Diskanssu qui ka ta kaba,

Lebranssaz ki odju ka ta odja sodadi qui korassâo ka podi espressa, paz dja ê iternuTristeza qui nunka izisti, piedadi sim maz ka podi mostra´l
longi di tudu maz, mas pertu di ki tudu, ki dia bu ta volta?volta hoji! volta, mas volta por favor, volta…

Memorias – Ildo Lobo

Autor: AB

———————————————————————

Txuba* ( Chuva)

Que o vento pare e o sol esconde atrás das montanhas que as ribeiras assegurem a maldade lá  longe do …que os bichos e todos os outros e outros e outros se partem que o pequeno se limpe com o lencinho as lágrimas e lamenta as esperanças intrínsecas de todos que por terra lhes é eterno

Semear couve e feijão e mandioca e milho também, ah semear esperanças Ver as pequeninas a crescer e os maduros a encolher la em baixo nasce flores e amor pelo que o homem deles se inspira nos céus Cultiva-se no campo as vidas de que nos assegurem o espírito do dia
Cultiva -se coisas e coisas ….fale alto Dona Maria !!que os  outros não lhe escutem, as plantas, as arvores e animais estão la em baixo uns choram, outros riem a ignorância da humanidade pelo mundo fora Pegue nos seus e dê-me os meus que o tempo já não me espere

Oxalá que venha a chuva de que deus nos prometeu a uns dias pequeninos atrás Choveu ! Chuva de que a memória aguarda uma valente e forte esperança Colhemos frutos de que não plantemos, comemos folhas de que não alimentemos vendemos coisas de que não sabíamos de onde vem , vendemos e vendemos
aguardemos as colheitas que sabíamos se os eram realista, comemos a verdade de que plantemos Oxalá que o sonho não nos é traído pelo maldito homem de fachada  preto e assombrado ….

Autor: Adérito Barros

—————————————————————————————————

Sodadi* – Saudade – ( *poema em caboverdiano)


N´tem sodadi que dja na mundo m´ka pode masnha guentis dja´m tem sodadi,

Sodadi di nha povu, hora qui´m labanta pam obi Deus ta danu bençon sim dja n´ tem sodadi, nkre odja Maria e João e Mané e Morgadim …

Dja n´ kre odja mar, dja n´ kre odja sol ta ratxá na txon dja´m kre djuda nha Mãe e nha Pai tambê mas tudu mundu enxada riba d´ombro pa´m da cabeça rila la aiaiai…

Dja n´ kre obi pilon ta pum pum, aiii pun pun

Dja´m tem sodadi kel açukrinha e nha dés tom pam ba kumpra nhas kusas lá

Dja n´ kre obi stória rijo mas sabim na nha obido, storia storia… nhos contam stória

Dja´m tem sodadi, odja sol ta kamba la riba djabraba e lua la riba burkan ta cende luz

Da´n kel kafezim sabe e um padaz de gufongo mas kel xerem rafugado e cu manteginha de baca la
Dam um fundia, mas dam dôs balde n´ta bai buska agu ku lenha pa n´ po riba nha kabeça

Txoma´m kel nominho qui n´ka ta gosta, sim txuma´n , ãh tram kabelo pan fica moda un porkimm

´kre corre roda, brinka na ladera, cumé mindjo berdi, e um saco batata cu dos obo terra lam´kre labanta cedu pam odja so scuridao e passarinho ta canta e grilo ta rabenda´l lassim

Dja n´ tem sodadi, cumé na roda e bibe agu di deus na tagá, tuma banho na mei di strada dja´m tem sodadi …….

Sodadi dja da´n!

Autor: AB

———————————————————-

Nota: * – Textos escritos em crioulo cabo-verdiano, uma língua materna de Cabo Verde.

A língua utilizada como ferramenta de escrita neste blog é o Português, mas com fortes influências do Caboverdiano. Pode por isso aparecer, em alguns casos palavras  cuja interpretação implica algum conhecimento prévio do Caboverdiano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s